Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Este é um blog sobre tudo e sobre todos... Culinária, Fitness, Moda, Viagens, Desporto, Atualidade, Animais, Ensino, Entretenimento, Fotografia, etc...

Desafio de escrita dos pássaros #6

Tema: Escreve uma história romântica baseada no clássico "O Amor, uma cabana… e um frigorífico"

Para celebrarem o aniversário do namoro, o João e a Joana compraram um barco insuflável a remos e partiram num cruzeiro romântico pelo rio abaixo. Fizeram o treino matinal de superiores, apanharam sol, beberam champanhe e comeram morangos com chantilly, até que adormeceram agarradinhos, felizes e bêbedos.  Quando acordaram já andavam à deriva no meio do oceano. Começaram a ouvir um barulho estranho “puffffffffff” e deram conta que o barco começou a perder ar e a meter água. Iam naufragar....

Estavam a chegar a uma ilha deserta, no meio do nada, quando o barco “puf”, foi ao fundo. Nadaram e conseguiram chegar até à ilha. Eram náufragos, mas não tinham nenhuma bola de voleibol, apenas a roupa no pêlo e amor, muito amor...

Passado umas horas, caíram na real,  começaram a pensar e construíram uma cabana, mas daquelas de luxo, que são agora tendência, chamada “glamping” e que de campismo não têm nada.

Apenas utilizaram materiais que havia na ilha. Construíram um t2, com 127m2, cozinha com churrasqueira, uma casa de banho com uma banheira infinita e , vejam bem, um closet  para guardarem os tapa cús e afins que iam fazendo com as folhas de palmeira.

Estavam felizes e durante dias nem se lembraram que eram náufragos, mas começou a faltar-lhes algo:

- Ó João, apetecia-me algo... – disse a Joana.

- Queres que te vá buscar alguma coisa?

- O que eu queria era algo bom, que me matasse a sede.

O João pensou, pensou e disse: - Compreendo senhora. Para dizer a verdade já tinha pensado que o que nos fazia mesmo falta era um frigorífico. Imagina agora umas loirinhas bem fresquinhas... até podiam ser Sagres, marchava tudo!!!

- Ó João, como me conheces bem! É isso mesmo! O que me apetecia agora era mesmo uma mini... Amo-te tanto meu amor! Sabes sempre aquilo que preciso.

Passado uns meses, uma lancha da polícia marítima parou na ilha e viu-os. Perguntou-lhes se precisavam de ajuda e eles disseram que a única coisa que precisavam era de um frigorífico e de umas minis fresquinhas. No dia a seguir, já lá tinham o frigorífico cheio de loirinhas e todas as terças- feiras chegava um novo carregamento.

Já tinham tudo o que precisavam e claro, viveram felizes para sempre!

Até eu vivia...

 

 

 

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2