Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dona Pavlova

Este é um blog sobre tudo e sobre todos... Culinária, Fitness, Moda, Viagens, Desporto, Atualidade, Animais, Ensino, Entretenimento, Fotografia, etc...

Este é um blog sobre tudo e sobre todos... Culinária, Fitness, Moda, Viagens, Desporto, Atualidade, Animais, Ensino, Entretenimento, Fotografia, etc...

Dona Pavlova

28
Fev20

Desafio de escrita dos pássaros #2.5

Dona Pavlova

Acordas e tudo o que mais desejavas realizou-se: conta-nos o teu dia

 Acordo como gosto, cedo, por volta das 7h. Abro a janela, levo com a brisa fresca na cara e vou para a cozinha fazer a minha refeição preferida. Mexo uns ovos com umas “mistecas”, faço café e sento-me a relaxar  na varanda a tomar o pequeno-almoço. Ouço o barulho das ondas e olho para o mar... como me faz sentir bem,  viva e em paz!

Visto-me confortavelmente e saio ainda antes das 8 para uma caminhada/corrida ao longo da costa. A maresia faz-me acordar e as endorfinas começam a saltitar. Que maravilha!

Por volta das 9h mando o meu mergulho neste mar gelado e revigorante e volto para casa. Tomo um banho quente e preparo, com muito amor, o pequeno almoço para os meus entes. Enquanto eles comem  acompanho-os com uma chávena de café e conversamos, rimos e brincamos.

A seguir, vamos os ler os jornais e eu com os meus livros, para o nosso cantinho predileto na praia. Já vos disse que adoro a praia de manhã? O sossego e a paz ... O G vai pescar com a cana o almoço. Desta vez saiu um robalo enorme que vai direto para a grelha. Que delícia, acompanhado com uma salada bem fresca e saudável.

O princípio da tarde é passado em casa, a relaxar e a descansarmos, seguido de um pouco de praia.

Ao fim da tarde uma volta de bicicleta sabe sempre bem, terminando com um mergulho no mar ao pôr do sol. Fantástico!!!

Voltamos a casa, jantamos e agradecemos a oportunidade de sermos felizes e termos saúde para aproveitar todos os momentos.

O serão é passado juntos, nas mais diversas atividades, como ver séries, filmes, ou apenas conversar acompanhados com um bom vinho tinto.

O dia a seguir é a cópia do anterior e assim sucessivamente.

 

Nota-se muito que sou uma pessoa com gostos  e sonhos simples e  e é assim que passo as férias, quando as tenho. Saliento apenas que o local a que me refiro é o meu paraíso e é em Portugal, mais propriamente no distrito de Leiria, em S. Pedro de Moel. Aqui sou sempre feliz!!!

21
Fev20

Desafio de escrita dos pássaros #2.4

Dona Pavlova

O google está errado

O Google está errado! A palavra Google surgiu através de um erro de digitação.

Utilizamos o Google diariamente mas a maior parte das pessoas nem sonha o que quer dizer a palavra Google.

A palavra Google surgiu como um trocadilho  da palavra "googol", um termo matemático para o número representado pelo dígito 1 seguido de cem dígitos 0, para mostrar que a quantidade de informações que procuramos é infinita.

 Pode-se dizer que a palavra agora conhecida foi um erro de digitação, por pensarem que se escrevia google e mesmo sabendo isso, os sócios gostaram do resultado e em 1998 surgiu a empresa Google Inc.

Vocês sabiam?

14
Fev20

Desafio de escrita dos pássaros #2.3

Dona Pavlova

Manual para iniciar relacionamentos

 

Um relacionamento não pode começar sem uns ricos piropos. Esta é a receita para a iniciação,  por isso, para vos ajudar, vou dar-vos uma seleção dos piropos eficazes para começarem um relacionamento. Depois digam se resultou:

Para ela:

- Ó menina, és como um helicóptero, gira e booooa.

- Ó linda, sobe-me à palmeira e lambe-me os cocos.

- Se fosses um barco pirata, comia-te o tesouro que tens entre as pernas.

- Ó morcona, comia-te o sufixo.

- A tua mãe só pode ser uma ostra para cuspir uma pérola como tu.

- Só queria que fosses uma pastilha elástica para te comer o dia todo.

- Tens um cú que parece uma cebola, é de comer e chorar por mais.

- Por acaso és católica, é que tens um cú que valha-me Deus.

- Ó boneca, se fosses de porcelana partia-te toda.

- Sabes onde ficava bem a tua roupa? Toda amarrotada no chão do meu quarto.

- Ó filha, quem me dera ser talhante só para te por a mão na febra.

- Posso beijar-te? É que sou estudante de línguas.

- Ó meu Deus, que injusto foste com as outras mulheres…como esta não há igual!

- O teu pai é pedreiro? É que tens um corpo que é obra!

- Se beleza desse cadeia, apanharias prisão perpétua.

- Ó filha, queres ir ao céu? Anda cá cima que o resto do caminho é por minha conta.

 

Para ele:

 

 - Ó filho, tens um rabinho que até dá vontade de dar palmadinhas.
- Lindo,  isso que tens entre pernas é tudo teu ou são chumaços?!
 - Metia uma 1ª nessa alavanca de mudanças que até fazias um pião.
 - Não queres ser o  meu Nadador Salvador? Tenho aqui umas bóias.

- Ainda dizem que os gatos não andam de pé.

- Contigo era até ao osso.

- Contigo não me importava de ter insónias.

- Não me importava de ser o capuchinho vermelho e tu o lobo mau.

- Ora aqui está um moço com sitio onde agarrar!

- Ó jeitoso! Tens o telemóvel no bolso ou tiveste saudades minhas?

- Se fosses da função pública até fazias horas extraordinárias!

- És um bilhete de primeira classe para o pecado.

- Essa roupa fica-te muito bem, mas eu ficava-te melhor.

- Os teus pais devem ser terroristas: és cá uma bomba!

- Os teus pais devem ser escultores: és cá uma obra de arte!

- Os teus pais devem ser piratas: és um grande tesouro!

- O que estás aqui a fazer? Devias estar era num museu de obras primas em exibição.

- Estás perdido? Não te preocupes que te levo para casa.

 

 

11
Fev20

Parasita

Dona Pavlova

Ontem lá fui eu ver o filme ganhador do Óscar "Parasita" e não é que gostei, até posso dizer que gostei bastante.

É um filme   coreano sobre as desigualdades sociais,  com doses de humor e suspense q.b. e que aborda vários temas inerentes a quem vive em sociedades onde se nota o grande fosso económico. Não estava mesmo nada à espera de gostar, mas a verdade é que não consegui descolar os olhos do ecrâ por um momento. Surpreendeu-me pela positiva e fez-me pensar bastante na sociedade que temos, a falta de empatia e compaixão, os papéis que as circunstâncias nos obrigam a desempenhar e, principalmente, o preço que se paga ao  procurar ascensão social a qualquer custo. Infelizmente é mesmo assim os dias de hoje. 

Mas mais não digo, vejam e digam-me se gostaram.

Fiquem com trailer:

 

 

 

07
Fev20

Desafio de escrita dos pássaros #2.2

Dona Pavlova

É que isso de médicos, nunca fiando...

Captura de ecrã 2020-02-07, às 10.57.40.png

 

- Sr. Altivo, está com 50 anos e está na altura de fazer o tão desejado exame. – disse a médica de família.

- Que exame, sra Doutora?

- O exame para ver se está tudo bem com a  sua próstata. Deve ser feito aos 50 anos.

- E como é que é feito? – perguntou inquieto o Sr. Altivo.

- Não se preocupe, apesar de ser um dos mais temíveis exames feitos pelos homens, é indolor e rápido. Não é nada de especial e não tem nada a temer. Venha cá no dia 7 e fazemos logo nesse dia.

- Está bem, sra Doutora.

O Altivo foi para casa e disse à Josefina, sua mulher, que tinha que ir fazer um exame à próstata, de rotina, no dia 7, mas que a doutora lhe disse que não era nada de especial.

- E se gostas, Altivo? Vai ser o nosso fim... – disse a Josefina quase a chorar.

- Se gosto do quê? Do exame?

- Ó homem,  então a doutora não te explicou que te vai meter o dedo no cú?

- O quê? Aqui ninguém mete nada. Ela só disse que era indolor e que não custava nada... – respondeu o Altivo apreensivo.

- Olha, não penses mais nisso, pode ser que seja outra coisa.

- Outra coisa como?!?!

-  Outra coisa, outro exame diferente. Não te apoquentes e não penses mais nisso.

O dia 7 chegou e o Altivo lá foi à doutora.

- Bom dia, Sr Altivo, pronto para o exame?

- Bom dia sra Doutora, como é o exame?

- Não me diga que nunca ouviu falar dele? Eu vou fazer o teste do toque retal.

- Com o quê? – perguntou o Altivo já de pé e pronto para fugir.

-É só o meu dedo, e como pode ver nem é grosso, parece um palito. Prometo que não vai sentir nada. Quando der conta, “já o lá tinha”... Vamos lá começar, dispa-se e coloque-se de lado. Eu vou contar até três e enfio... Um... Dois...

- Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, que bom!!! Posso cá vir todos os dias?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D