Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

hiperatividade.jpg

 

Cada vez mais miúdos, crianças e até bebés começam a tomar a  famosa "Ritalina". Eu só faço uma pergunta:

Então mas agora são todos hiperativos?

Que engraçado, na minha altura não se ouvia essa palavra, nem havia esses problemas. Brincávamos na rua, esgotávamos as energias todas e depois nas aulas estávamos mais sossegados e atentos porque sabíamos que nos intervalos e quando chegássemos a casa podíamos brincar à vontade. Correr, saltar, subir, descer, cair, levantar, etc...

A meu ver, não é normal que numa turma de 20 alunos do 1º ano, todos com 6 anos, 1/4 seja hiperativo. A resposta é sempre a mesma:

"Eles não param quietos"...

Pois não, claro que não! Não os deixam correr, saltar, subir, descer, cair, levantar, e depois querem que eles parem quietos dentro da sala de aula ou em casa.

Eles são crianças, têm energia para dar e vender e têm de as gastar com diferentes atividades. Até eu não parava quieta se me pusessem sentada numa sala de aula, a realizar os trabalhos escolares, a ouvir um adulto durante 8h por dia, 5 vezes por semana, ou em casa a ver bonecada ao fim de semana.

Depois os casos da falta de educação. É mais fácil chamá-los de hiperativos do que mal educados, pois assim os pais descartam-se dessa responsabilidade - "EDUCAR OS FILHOS"

Ontem fiquei triste! Uma aluna com 6 anos, sem reação, adormecida de corpo e alma pelo medicamento da moda. Só porque falava pelos cotovelos e os pais já não a conseguiam ouvir. Diagnóstico: Hiperatividade, claro!

Deixem os miúdos brincar, correr, saltar, rir, chorar, cair, levantar e se for preciso partir a cabeça, pois só assim é que eles irão gastar as energias e serem realmente felizes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Imagem de perfil

De green.eyes a 17.12.2015 às 17:37

Estou plenamente de acordo contigo ...
O meu filho tinha 9 meses quando expressou as 1ª palavras e a partir dai nunca mais ninguém o calou ... durante a semana ao final do dia as educadores diziam que ele era stressante ... aos fins de semana eram um pesadelo para mim ... ele falava de manha a noite e por vezes até a dormir.
Mas nunca recorri a tais medicamentos ... hoje com 20 anos é um jovens normal extrovertido que sabe falar e exprimir as suas ideias e opiniões.
Mas os pais destas gerações mais recentes, são algo estranhos (a meu ver)
Gostam muito dos filhos ... mas não estão para os aturar (brincar com eles, sair com eles para o parque/campo, para correrem e gastarem energias) e ainda acham que os professores é que os devem educar . Esquecem-se que a educação vem de casa e não da escola ... e para facilitar as coisas dizem que os meninos são hiperativos e espetam-lhe com calmantes...

Desculpa ... estiquei-me no comentário

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D